O sol é essencial. Proteger sua pele também.



Confira nossa entrevista com a Dra. Flávia Addor, especialista da SBD.


A importância do sol

O Sol é fundamental para a saúde e traz benefícios para o funcionamento do corpo. Porém, é preciso cuidado ao se expor a ele, mesmo que moderadamente, devido aos nocivos raios UV.

Efeitos dos raios UV

O sol pode causar danos, mesmo em doses mínimas, devido aos raios UVA, UVB, IV (infravermelho) e a luz visível. Só o uso diário do filtro solar pode proteger, prevenindo o envelhecimento precoce e o câncer da pele.


RAIOS UVB

Principais responsáveis pelas queimaduras, atingem a pele superficialmente. O grau de proteção é medido pelo FPS.


RAIOS UVA

São os principais responsáveis pelo envelhecimento precoce e pelo bronzeamento. O grau de proteção é medido pelo PPD*.


RAIOS IV

Potencializam os danos das radiações UV, facilitando o aparecimento do câncer da pele. São responsáveis pela sensação de calor.


LUZ VISÍVEL

É a luz a qual estamos expostos todos os dias, mesmo quando não estamos sob o sol. Ela age nas células, causando manchas e desencadeando doenças de pele.


* PPD - Persistent Pigment Darkening = o número do PPD deve ser de, pelo menos, 1/3 do valor do FPS.

Câncer da pele

Tipo mais comum no Brasil, o câncer da pele representa cerca de 25% dos casos malignos de tumores diagnosticados no País. Por isso, consultas frequentes ao dermatologista são fundamentais para identificar as lesões. O mais importante: se detectado cedo, as chances de cura são de mais de 90%.


NÃO-MELANOMA

Os tumores não-melanoma são os mais comuns. Quando descobertos em fase inicial, apresentam grandes possibilidades de cura.


MELANOMA MALIGNO

Tipo mais agressivo, seu tratamento é eficaz quando detectado em fase inicial.


Prevenção

Com práticas simples, recomendadas pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, você pode prevenir o câncer da pele.

Use filtro solar diariamente, mesmo em dias nublados, chuvosos ou dentro de casa, com o fator adequado ao seu tipo de pele.

Evite a exposição ao sol no período das 10 às 16 horas.

Reaplique o filtro solar a cada 2 horas e após transpirar muito ou sair da água.

Use chapéu e roupas, de preferência com proteção UV.

Hidrate o corpo e o rosto após exposição ao sol.

Examine sua pele regularmente e consulte seu dermatologista em caso de qualquer sinal suspeito.

*O conteúdo desta página é de teor puramente jornalístico e informativo, não destinando à promoção de quaisquer produtos. Para se informar melhor sobre os cuidados e tratamentos mais adequados à sua pele, consulte um dermatologista.